O PSD exige que as autoridades judiciais investiguem se o anterior Governo ocultou a tentativa de venda de produtos financeiros (swap) por parte do Citigroup em 2005.

Segundo o vice-presidente Marco António Costa, se os documentos que incriminam Joaquim Pais Jorge, que hoje se demitiu, forem verdadeiros, então os ex-governantes socialistas terão ocultado um «ilícito criminal».

«A ser verdade o que é relatado pela imprensa, que instituições bancárias abordaram o anterior Governo para vender produtos financeiros que alegadamente permitiriam adulterar ou falsificar as contas públicas, questiona-se como é que o Governo de então não denunciou tais práticas ao Ministério Público e ao Banco de Portugal», afirmou aos jornalistas.

Por isso, para os sociais-democratas, e devido ao «alarme público» que a questão causou e às suas «consequências políticas» (a demissão do secretário de Estado do Tesouro), está na altura de investigar a atuação do anterior Governo.

«O PSD reclama a averiguação dos factos por parte das autoridades competentes para esclarecer a eventual ocultação de atos que poderão configurar ilícito criminal por elementos ligados ao anterior Governo», continuou.

Swap: DIAP vai abrir inquérito sobre documento

Sobre a demissão de Pais Jorge, o vice-presidente do partido lamentou apenas que este tenha «sido alvo de um processo de intenções cirurgicamente conduzido por pessoas que forneceram à imprensa documentos que hoje já se sabe terem sido manipulados».