O Presidente da República designou Lisboa como sede das comemorações do 10 de Junho e, tal como já tinha anunciado, as celebrações irão também estender-se à comunidade portuguesa em Paris.

De acordo com uma nota divulgada no ‘site' da Presidência da República, foi esta sexta-feira publicado em Diário da República o despacho assinado pelo chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, que "designa Lisboa como sede, no ano de 2016, das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, estendendo-se as celebrações à comunidade portuguesa em Paris".

Na nota é ainda referido que, para a organização das comemorações, é constituída uma comissão que será presidida por João Manuel Gaspar Caraça, integrando ainda o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, general Artur Neves Pina Monteiro, o chefe do protocolo do Estado, António Almeida Lima, e o secretário-geral da Presidência da República, Arnaldo Pereira Coutinho.

No ano passado, o então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, designou a cidade de Lamego como sede das comemorações oficiais do 10 de Junho.

Durante os dois mandatos de Cavaco Silva em Belém, as comemorações do Dia de Portugal ocorreram ainda na Guarda, Elvas, Lisboa, Castelo Branco, Faro, Santarém, Viana do Castelo, Setúbal e Porto.

Nos dois mandatos de Ramalho Eanes, as cidades palco das comemorações do 10 de Junho foram Guarda, Portalegre, Vila Real, Leiria, Funchal, Figueira da Foz, Lisboa, Viseu e Porto.

Com Mário Soares em Belém, as cidades escolhidas foram Évora, Lisboa, Covilhã, Ponta Delgada, Braga, Tomar, Lisboa, a vila de Sintra, Coimbra e Porto.

Nos mandatos de Jorge Sampaio, as comemorações do Dia de Portugal realizaram-se em Lagos, Chaves, Lisboa, Aveiro, Viseu, Porto, Beja, Angra do Heroísmo, Bragança e Guimarães.