Manuel Jarmela Palos, diretor do SEF, apresentou a demissão e a mesma foi aceite pelo Ministério de Administração Interna. É a consequência das medidas de coação anunciadas, esta terça-feira, pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa para o caso dos vistos gold.

O pedido foi dirigido ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, uma vez que Miguel Macedo se demitiu do cargo de ministro da Administração Interna no domingo e a nova ministra, Anabela Rodrigues, só tomará posse na quarta-feira, explicou a mesma fonte.

O Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa decretou esta terça-feira a prisão preventiva de Manuel Jarmela Palos, detido na quinta-feira no âmbito do caso dos vistos «gold».

Esta medida de coação poderá ser convertida em pulseira eletrónica, segundo um comunicado lido no final dos encontros com os advogados dos 11 detidos da «Operação Labirinto», uma investigação sobre a atribuição de vistos dourados a cidadãos estrangeiros.