Com a vitória da coligação PSD/CDS-PP, Portugal à Frente, nas eleições legislativas deste domingo em Braga continua a ser o único distrito em Portugal onde o partido mais votado no círculo acaba sempre por ser o vencedor das legislativas.

Desde 1976, sempre que o PSD – quando concorreu sozinho ou coligado – venceu no círculo de Braga acabou por vencer as eleições e o mesmo aconteceu com o PS.

Os socialistas venceram as eleições legislativas de 1976,1983, 1995, 1999, 2005 e 2009 e, em todos estes anos, venceu o ‘cor-de-rosa’ no distrito de Braga. Já o PSD venceu em 1979 e 1980 – em coligação – e em 1985, 1987, 1991, 2002 e 2011 – sozinho –, sendo que em todas estas eleições o distrito de Braga foi ‘laranja’.

A coligação PSD/CDS-PP, Portugal à Frente, venceu hoje as eleições legislativas e também saiu vencedor no distrito de Braga, com 10 deputados eleitos contra os sete do Partido Socialista.

O círculo de Braga é o terceiro maior do país, depois de Lisboa e Porto, com 19 dos 230 lugares do parlamento.
 

Resultados em Braga


A coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP) conquistou a maioria dos votos no distrito de Braga, e o BE, que elegeu o deputado perdido em 2011, são os vencedores, enquanto o PS perdeu votos mas manteve número de deputados.

Assim, a coligação Portugal à Frente obteve 45,64% dos votos e elegeu dez deputados, seguida do PS, com 30,90% e sete mandatos, o BE atingiu os 8,77%, tornando-se a terceira força politica mais votada no distrito, com a eleição de um deputado, tal como a CDU, que também elegeu um deputado e conquistou 5,18% dos votos.

Comparativamente com 2011, o BE é o partido que mais sobe na percentagem de votos, passando de 20.488 votos (4,22%) para 41.371 votos (8,77%) e no número de deputados eleitos, uma vez que em 2011 não só não elegeu nenhum deputado como perdeu o único deputado eleito em 2009.

De realçar que PSD e CDS-PP juntos elegem menos deputados do que separados em 2011 e têm menos votos, tal como PS que apesar de manter o número de deputados desce no número de votos.

Ou seja, nas últimas legislativas o PSD obteve 194.545 votos, elegeu nove deputados e o CDS-PP conquistou 50.456 votos elegendo dois deputados, o que dá um total de 245.001 votos.

Coligados os dois partidos tiverem 215.192 votos, menos 29.809 e ganharam dez mandatos, menos um do que a soma dos deputados eleitos em 2011 individualmente (11).

Quanto ao PS, manteve o número de deputados eleitos, sete, mas perdeu votos: em 2011 obteve 32,85% e 159.477 votos (32,85%) e agora, em 2015, ficou-se pelos 145.676 votos (30,90% dos votos).

A CDU subiu no número de votantes, conseguiu 24.438 votos (5,18%), mais 697 do que em 2011.

Ao contrário do que aconteceu a nível nacional, em Braga a abstenção aumentou: em 2011 votaram, 62,63% dos inscritos (485.460) enquanto hoje votaram apenas 59,84% dos eleitores inscritos (471.51).