A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou nesta quinta-feira à agência Lusa que o ex-primeiro-ministro José Sócrates vai ser ouvido na próxima segunda-feira pelo Ministério Público no inquérito relacionado com a violação do segredo de justiça no processo em que é arguido.

«O ex-primeiro ministro vai ser ouvido na próxima segunda-feira no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, no âmbito de um inquérito instaurado pela Procuradoria-geral da República que investiga a violação do segredo de justiça no processo em que é arguido».


José Sócrates já havia revelado em entrevista, por escrito à SIC, no passado dia 3, que tinha comunicado à PGR a intenção de ser ouvido pelo Ministério Público sobre a questão da violação do segredo de justiça.

Detido desde finais de novembro, José Sócrates está em prisão preventiva, no Estabelecimento Prisional de Évora, indiciado pelos crimes de corrupção, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, num processo que tem ainda como arguidos o seu amigo de longa data, o empresário Carlos Santos Silva, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e João Perna, que era motorista do antigo líder do PS.

A inquirição de Sócrates pelo DIAP de Lisboa coincide com a data em que a medida de coação de prisão preventiva aplicada a Sócrates terá que ser reavaliada pelo juiz Carlos Alexandre do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC).