O ministro das Relações Exteriores angolano, Georges Chicoti, declarou esta terça-feira que Portugal deve esforçar-se para melhorar as relações com Angola, afirmando existirem dificuldades que impedem o estabelecimento de parcerias estratégicas.

Citado pela agência Angop, o chefe da diplomacia angolana falava depois de o Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, ter anunciado, em Luanda, o fim da parceria estratégica com Portugal, durante o discurso sobre o estado da Nação.

Para o ministro, as relações com Portugal poderiam ser melhores, mas têm surgido dificuldades que impedem o estabelecimento de relações estratégicas.

«Só com Portugal, as coisas não estão bem. Têm surgido incompreensões ao nível da cúpula e o clima político atual, reinante nessa relação, não aconselha à construção da parceria estratégica antes anunciada», disse hoje José Eduardo Santos.

Chicoti referiu também que a cimeira entre os dois países, inicialmente prevista para o final deste ano, vai realizar-se em 2014.

No final da semana passada, o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação português, Luís Campos Ferreira, anunciou em Luanda que a primeira Cimeira Portugal-Angola deverá realizar-se nos primeiros dias de fevereiro de 2014, na capital angolana, escreve a Lusa.