"Temos encontrado muita gente, curiosamente - e eu vou dizer isto e a comunicação social não ouve -, mais gente do PSD, que votou no PSD, a dizer que vai votar na CDU", afirmou o líder comunista no Teatro Eunice Muñoz.


"Foi o PS que desencadeou o ataque aos direitos dos trabalhadores", acusou Jerónimo de Sousa, para depois lançar uma "farpa": "E nem sequer estou a regressar a 1976, em que um Governo de Mário Soares abriu esse precedente dos contratos a prazo".




O dia de campanha da coligação PCP/PEV passou este sábado por Alcochete e por Almada