A CDU está a roubar votos não só ao PS, como ao PSD. A garantia foi dada por Jerónimo de Sousa este sábado à noite. No comício da CDU em Oeiras, o líder comunista disse que há cada vez mais sociais-democratas que lhe garantem que nestas eleições vão votar na coligação PCP/PEV. 

"Temos encontrado muita gente, curiosamente - e eu vou dizer isto e a comunicação social não ouve -, mais gente do PSD, que votou no PSD, a dizer que vai votar na CDU", afirmou o líder comunista no Teatro Eunice Muñoz.


Jerónimo de Sousa vê estas manifestações de apoio como prenúncio de um bom resultado eleitoral a 4 de outubro. E salientou que estes eleitores ficaram "desiludidos com os partidos em quem votavam, mas têm uma profunda desconfiança em relação ao PS". Novamente o PS, que voltou a ser alvo de muitas críticas.

"Foi o PS que desencadeou o ataque aos direitos dos trabalhadores", acusou Jerónimo de Sousa, para depois lançar uma "farpa": "E nem sequer estou a regressar a 1976, em que um Governo de Mário Soares abriu esse precedente dos contratos a prazo".


"Claro que direita aplaude, fez o mesmo durante estes quatro anos", disparou logo a seguir, para colar socialistas a sociais-democratas e populares. 

O dia de campanha da coligação PCP/PEV passou este sábado por  Alcochete  e por  Almada, onde um comício realizado à tarde encheu o Complexo Desportivo Municipal.