O secretário-geral do PS reafirmou, esta noite em Coimbra, ser necessário um estado social firme para que o país possa sair unido da crise.

Nesse contexto, António José Seguro criticou o governo, associando-o aos conceitos liberais do estado mínimo que fazem regressar o país à miséria e colocam Portugal na pobreza.

«Portugal está de regresso à pobreza e à miséria», reiterou Seguro.