"Se houver mais do que um candidato da área do PSD, o partido deve dar liberdade de voto à primeira volta e só apoiar mais tarde o candidato que passar à segunda volta", afirma Marques Mendes, em resposta a perguntas dos alunos da Universidade de Verão do PSD.




"Mas, nem sempre o ideal coincide com o possível", reconheceu.


"António Costa cometeu a imprudência de se deixar associar ao Syriza e agora paga a fatura desse erro", sublinhou.




"A aventura do Syriza só agravou a vida dos gregos", refere.