O independente Humberto Correia, candidato à liderança do município de Faro, fez do amor sua bandeira nestas eleições autárquicas. Mas o amor não lhe valeu. Ficou-se pelo sexto e último lugar. A eleição em Faro foi ganha, novamente, e com maioria absoluta, por Rogério Bacalhau, de uma coligação encabeçada pelo PSD. 

Ainda assim, Humberto Correia, 56 anos, deu nas vistas com o seu slogan e as suas propostas. Na hora da verdade, não foi além de 490 votos (1,83% da votação).

"Com Humberto presidente, haverá amor para toda a gente" é o slogan deste candidato estreante nestas andanças, mas nem por isso pouco crente que o amor o pode levar à vitória.

O candidato independente defende que Faro "tem um potencial turístico que não está a ser totalmente explorado" e propunha-se a fazer da cidade, lá está, o "destino do amor".

Montou uma banca na baixa da cidade, onde apregoou as suas ideias. Queria fazer de Faro uma espécie de Veneza e criar um passe-trabalhador nos transportes, por 25 euros, para as pessoas se poderem deslocar em trabalho.

Quando começou a recolher assinaturas, disse que percebeu que as pessoas "precisavam de uma coisa nova, fora dos partidos políticos". 

Resultados finais em Faro

PPD/PSD.CDS-PP.MPT.PPM

43,94%

11.753 votos

Mandatos

5

PS

38,06%

10.181 votos

Mandatos

4

PCP-PEV

7,38%

1.975 votos

 

B.E.

3,06%

819 votos

 

PAN

2,32%

620 votos

 

CA (Campanha do Amor)

1,83%

490 votos

 

EM BRANCO

2,10%

561 votos

NULOS

1,30%

348 votos