previsto na proposta

Leia aqui o documento na íntegra



sobretaxa de IRS

reposição dos salários

«não é a Biblía»virar a página das políticas de austeridade»

«Este estudo demonstra que, com outras políticas e virando a página da austeridade, é possível obter melhores resultados económicos e melhores resultados quer do ponto de vista orçamental, quer ao nível da trajetória da dívida. O final deste exercício [2019] demonstra que o país pode crescer a uma média de 2,6 por cento, alcançando um défice final de 0,9 e tendo um rácio da dívida no PIB (Produto Interno Bruto) melhor do que aquele que está previsto», sustentou.

Revolução na Segurança Social




Taxa Social Única





Leia também:
PS estima défice de 0,9% em 2019




imposto sucessório







«Propõe-se alargar e diversificar as fontes de financiamento da Segurança Social, passando também a ser financiada pela criação de um novo imposto sucessório sobre grandes heranças (superiores a um milhão de euros) e pela consignação à Segurança Social da nova taxa contra a precariedade. Haverá também a não prossecução do processo de redução atual da taxa de IRC, criando-se um IRC social com as receitas também consignadas à Segurança Social».


Contratos a prazo só por substituição


contratos a prazo





indemnizações

Complemento salarial anual


crédito fiscal





Leia também: 
PS quer redução do IVA da restauração para 13% em 2016


«Neste relatório não está previsto nenhum novo corte das pensões, assim como não está previsto que seja necessário esperar pelo final da próxima legislatura para eliminar a sobretaxa do IRS ou para a reposição integral dos vencimentos dos trabalhadores do setor público. É preciso acelerar essa reposição, é possível assegurar o regresso à normalidade», disse.