O ministro da Presidência afirmou esta quinta-feira que a 12.ª avaliação da troika ao programa de resgate a Portugal «está a correr bem», referindo que «o cumprimento do programa por parte do Governo é conhecido».

Na conferência de imprensa sobre as conclusões do Conselho de Ministros, Luís Marques Guedes considerou que «algures durante a semana que vem, em princípio, estarão terminados os trabalhos» desta avaliação.

«Quanto à 12.ª avaliação, posso dizer que está a correr bem», começou por declarar o ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares.

«Como se sabe, e não será agora na última avaliação que vamos quebrar essa regra, por uma questão de correção, o Governo não se pronuncia sobre o andamento dos trabalhos enquanto eles não terminam, mas obviamente que está a correr bem, como é necessário para o país», acrescentou.

Interrogado sobre quando terminará esta avaliação, o ministro da Presidência respondeu: «As avaliações não têm nunca um prazo certo, mas eu penso que não andarei fora da realidade se disser que algures durante a semana que vem, em princípio, estarão terminados os trabalhos - até porque, de facto, estamos na reta final e o cumprimento do programa por parte do Governo é conhecido e é acompanhado, de resto, regulamente por parte da troika e a avaliação constatará, esperamos nós, isso mesmo».

Por outro lado, Marques Guedes foi questionado sobre a informação que terá sido transmitida pela troika aos parceiros sociais de que, após a conclusão do atual programa de resgate, haverá uma avaliação externa à sua execução por uma entidade independente.

O ministro da Presidência respondeu que, «terminado o programa, terminam as avaliações regulares da troika», mas haverá «um acompanhamento por parte dos credores», remetendo para as declarações feitas a este propósito pelo primeiro-ministro no debate quinzenal de quarta-feira.