Os dois antigos primeiros-ministros portugueses, Durão Barroso e António Guterres, vão ser chamados a depor pela Comissão Parlamentar de Inquérito, no caso da compra dos submarinos.

A audição do Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, foi a primeira a ser proposta, pelo Bloco de Esquerda. Os bloquistas querem ouvir Barroso uma vez que os submarinos foram comprados em 2004 quando era primeiro-ministro.

Por sua vez, o nome de António Guterres, que atualmente desempenha as funções de Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, foi indicado pela maioria. PSD e CDS alegam que o concurso para a compra foi aberto durante um dos Governos de Guterres.

Os dois requerimentos foram aprovados esta quinta-feira pelo Parlamento. No entanto, como ambos foram Chefes de Governo, Barroso e Guterres podem testemunhar por escrito, sem terem de se deslocar ao Parlamento.