O ministro da Defesa Nacional, João Azeredo Lopes, anunciou esta terça-feira que pretende "manter e consolidar" as Forças Nacionais Destacadas (FND) atuais, com uma aposta nas missões realizadas no âmbito da ONU.

"Este governo, no que for possível, manterá as FND e com uma aposta sempre que possível no sistema multilateral das Nações Unidas", afirmou Azeredo Lopes, que está a ser ouvido na comissão parlamentar de Defesa.

De acordo com a Lusa, o ministro considerou que, com o anterior Governo, "houve uma descapitalização da presença portuguesa" nas missões no âmbito das Nações Unidas, "com vantagens de representação externa discutíveis".