"Gostaríamos que este processo todo pudesse estar concluído antes do Natal, das férias do Natal, para que o ano civil (…) pudesse já iniciar-se com o novo Orçamento", referiu.



"Nós gostaríamos que fosse 27 de setembro, mas 04 de outubro também pode ser um dia aceitável", frisou.