O dirigente socialista Eurico Brilhante Dias classificou hoje como «contra informação» a alegada existência de um documento do Governo estimando que, se fossem aplicados os compromissos políticos apresentados no sábado passado pelo PS, a despesa aumentaria de forma significativa.

Eurico Brilhante Dias falava à agência Lusa, depois de confrontado com uma notícia do jornal online «Observador», segundo a qual o Governo criou um grupo de trabalho para analisar as 80 medidas do PS e concluiu que o conjunto de propostas socialistas teria impacto pesado no défice.

De acordo com o dirigente socialista, «o PS já tinha a expetativa que, naturalmente, PSD e CDS e Governo viessem tentar confundir as pessoas».

«Este Governo, ao longo de três anos, não acertou uma única conta. Por isso, também não ia acertar agora a conta das propostas do PS. As nossas propostas são responsáveis. Não é a contra informação e não são as contas mal feitas que vão destruir as nossas propostas para o futuro do país», reagiu Eurico Brilhante Dias.

O dirigente socialista acrescentou que «o PS é um partido responsável e honra os seus compromissos».

«Os 80 compromissos são uma base programática para ser discutida e aprofundada até às eleições legislativas», salientou o dirigente do PS.