A eleição da Comissão Executiva Metropolitana de Lisboa foi adiada, esta quinta-feira, com PSD a aguardar esclarecimentos e CDU a rejeitar as decisões do Conselho Metropolitano, que passou a ter como vice-presidentes os autarcas de Mafra e de Oeiras.

Na reunião desta quinta-feira do Conselho Metropolitano de Lisboa, os autarcas eleitos pela CDU reafirmaram a recusa em participar na eleição dos órgãos daquela estrutura, por discordarem da metodologia, reafirmando que a cada câmara deve corresponder um voto e não a contabilidade do número de votos somados por cada força partidária nas últimas eleições autárquicas.

Pelo PSD, o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, afirmou que os autarcas sociais-democratas «não estão em condições de indicar» os nomes para a comissão executiva, por aguardarem esclarecimentos sobre quais as condições que devem ser respeitadas para acumular cargos, por exemplo, por parte dos professores universitários.

Pelo PS, Susana Armador propôs os nomes de Maria da Luz Rosinha e Carlos Inácio para a Comissão Executiva.

Face às tomadas de posição do PSD e da CDU, a eleição foi adiada.

Aprovada foi a marcação das reuniões do Conselho Metropolitano para a terceira quinta-feira de cada mês, às 10:30, com nove votos a favor, traduzindo 67,13% do numero de eleitores, como anunciou o presidente do órgão, António Costa.

O também responsável pelo município de Lisboa indicou nove votos contra, que traduziram 32,87% dos eleitores da Área Metropolitana de Lisboa.

Para a eleição dos vice-presidentes, cujas nomeações tinham merecido, logo no início da reunião, a concordância entre PS e PSD, foram contabilizados nove votos a favor e nenhum contra ou abstenção. A CDU recusou votar os nomes propostos de Helder de Sousa Silva (PSD), de Mafra, e de Paulos Vistas (independente), de Oeiras.

Os nove presidentes de câmara eleitos pela CDU na Área Metropolitana de Lisboa entregaram já no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa um pedido de impugnação da eleição do presidente do Conselho Metropolitano.