Notícia atualizada às 1:35

O porta-voz do CDS-PP afirmou que o Conselho Nacional do partido que se realizou esta sexta-feira fez uma «discussão muito franca e aberta» sobre a crise política desta semana.

«O partido é muito favorável à estabilidade política e tem esperança na solução apresentada pelos partidos da maioria ao Presidente da República com a convicção que poderá consistir numa solução clara e forte para assegurar a governação do país no resto da legislatura», afirmou João Almeida, que destacou a «confiança» dos conselheiros do partido em Paulo Portas.

João Almeida negou a existência de qualquer «recuo» e afirmou que não foram discutidas matérias relativas à «composição do Governo», por «respeito aos poderes constitucionais» do Presidente da República.

Segundo o democrata-cristão, Portas confirmou a sua candidatura à liderança do partido no congresso, que ficou marcado para os dias 20 e 21 julho, na Póvoa de Varzim.

O congresso estava marcado para este fim de semana, mas foi adiado devido à crise política.

Durante a reunião, Paulo Portas deu explicações aos conselheiros do partido sobre a sua decisão de ficar no Governo.