O Presidente português Cavaco Silva condecorou os escritores moçambicanos Paulina Chiziane e Ungulani Ba Ka Khosa com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, anunciou hoje a Embaixada de Portugal em Maputo.

Segundo uma nota da representação portuguesa, a atribuição destas condecorações é «sinal inequívoco do apreço e do reconhecimento, ao mais alto nível do Estado português, por estes dois escritores e intelectuais moçambicanos».

Ungulani Ba Ka Khosa e Paulina Chiziane, prossegue a mesma nota «destacam-se pelo grande contributo que têm dado para o enriquecimento das letras moçambicanas e para a divulgação de Moçambique e das suas culturas a nível internacional».

Paulina Chiziane, nascida em 1955, é autora de A Balada de Amor ao Vento (1990), Ventos do Apocalipse (1993), O Sétimo Juramento (2000) e Niketche, Uma História de Poligamia (2002), entre outros.

Ungulani Ba Ka Khosa, 56, escreveu, entre outras, as obras Ualalapi (1987), Histórias de Amor e Espanto (1999), No Reino dos Abutres (2002) e Os sobreviventes da noite (2005).

A cerimónia de imposição das insígnias realiza-se no dia 04 de dezembro, em Maputo.