A realização de jogos de futebol em dia de eleições "não é proibido", mas "misturar as duas coisas poderá ser pouco sensato" e "não é recomendável", disse à Lusa o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Contactado pela Lusa a propósito do anúncio de que Benfica, Porto e Sporting vão jogar na sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol a 4 de outubro, dia das eleições legislativas, o porta-voz da CNE afirmou "que a lei não proíbe as atividades normais e correntes" no dia das eleições.

Contudo, acrescentou, "tem havido a opinião consensual de que não é adequado" a realização de jogos de futebol no mesmo dia e, em 40 anos de democracia, esta será a primeira vez que tal acontece em dia de eleições para a Assembleia da República.

"Diria que é pouco sensato misturar as duas coisas. Não é proibido, mas não é recomendável", frisou João Almeida, ressalvando que, por nunca se ter registado uma situação idêntica, a CNE nunca de pronunciou sobre a possibilidade de decorrerem jogos de futebol no mesmo dia de eleições legislativas.

O porta-voz da CNE justificou ainda que normalmente se antecipam ou adiam as competições desportivas para "não desviar as pessoas dos locais onde votam" e "oferecer mais um pretexto para a abstenção".

"Haverá algumas centenas de pessoas que porventura já estariam pouco motivadas para irem votar e agora vão preferir acompanhar a sua equipa."


Os profissionais que estão envolvidos nos jogos, quer sejam jogadores, pessoas das equipas técnicas, entre outros, poderão, caso o pretendam, votar antecipadamente, junto das respetivas câmaras municipais, observou ainda.

Já depois do anúncio da marcação dos jogos dos três ‘grandes', a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) esclareceu que esta foi acordada com os clubes, tendo em conta as competições europeias e os jogos da seleção. Todas as suas outras competições foram antecipadas para 3 de outubro, de forma a não coincidir com o dia das eleições.

Os jogos em causa são a visita do bicampeão Benfica ao União da Madeira, às 16:00, e as receções do FC Porto ao Belenenses, às 18:15, e do Sporting ao Vitória de Guimarães, a partir das 20:30. O Sporting de Braga é o único ‘europeu' a jogar na segunda-feira, quando recebe o Arouca, às 20:00.

Esta ronda do campeonato ocorre depois de encontros das competições europeias e antecede os derradeiros embates da seleção portuguesa com a Dinamarca, em Braga, na quinta-feira, 8 de novembro, e com a deslocação à Sérvia, três dias depois, na qualificação para o Euro2016.

A LPFP refere ainda ter advertido os clubes envolvidos para "tomarem as devidas diligências, com relação aos cidadãos recenseados que integram as suas equipas, bem como todos os agentes que participam nos referidos jogos, poderem exercer o seu direito de voto, junto das respetivas Câmaras Municipais", de forma antecipada.

O organismo que rege as competições profissionais de futebol em Portugal diz também ter comunicado à CNE a "factualidade e a solicitar disponibilidade para apoiar as sociedades desportivas supra referidas, caso estas tenham alguma dificuldade junto de alguma das Câmaras Municipais na qual venha a ser requerido o exercício antecipado do direito de voto".