"Acredito, naturalmente, não tanto pelas sondagens, que eu sou muito cético em relação a isso. Mas eu reparo, efetivamente, que há uma adesão e uma compreensão para aquilo que foi feito", afirmou Rui Rio sobre se acredita numa maioria absoluta.


jantar comício

Para Rui Rio, "aquilo que o PS propõe é aliviar o presente, mas isso pode acarretar no futuro uma responsabilidade muito grande", por oposição à coligação, que propõe um ritmo mais "prudente", dando "uma segurança maior".




Questionado sobre a sua proximidade com Costa, que foi pública quando ambos lideravam as duas principais autarquias do país e também depois disso, Rio respondeu que "não há um problema de protagonistas, é um problema de política mesmo, de caminho a seguir, independentemente dos protagonistas".