O porta-voz do CDS-PP, Filipe Lobo d'Ávila, saudou hoje a reeleição de Pedro Passos Coelho como presidente do PSD, considerando que foi mais um passo na parceria de Governo que os dois partidos «pretendem levar a bom porto».

«O CDS, enquanto parceiro de coligação do Governo, saúda democraticamente a reeleição do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho», como presidente do PSD, afirmou o porta-voz dos democratas-cristãos, Filipe Lobo d'Ávila, numa declaração à Agência Lusa.

Filipe Lobo d'Ávila considerou que a reeleição de Passos Coelho é «mais um passo na parceria de Governo que PSD e CDS pretendem levar a bom porto» procurando que 2014 seja o ano «do fim do resgate financeiro, o ano da recuperação económica e um ano de maior esperança para todos os portugueses».

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, foi eleito sábado para um terceiro mandato de dois anos como presidente do PSD.

Após o anúncio do resultado das eleições diretas, Passos Coelho advertiu que o país não terá «um milagre económico» quando sair do programa de assistência financeira e disse que lutará para garantir a governabilidade e estabilidade.

«Sabemos que não teremos um milagre económico em maio deste ano. Que quando fecharmos o período de assistência económica e financeira ainda teremos desafios muito importantes para enfrentar, seja ao nível do desemprego, seja ao nível da coesão social, coesão territorial e recuperação económica», afirmou.