O CDS-PP definiu hoje como «espetaculares» os números das exportações portuguesas no terceiro trimestre do ano, mais um sinal, considerou, de que «algo está a acontecer» na economia portuguesa.

O resultado do terceiro trimestre «mantém uma linha comum, de subida, é mesmo o segundo melhor resultado do ano. Há aqui mais uma vez a confirmação de que na economia portuguesa algo está a acontecer. Há aqui grande mérito dos trabalhadores, empresas e empresários», declarou o deputado centrista Hélder Amaral.

O membro do CDS-PP falava aos jornalistas no parlamento, em Lisboa, no dia em que se soube que as exportações portuguesas aumentaram 5,8% e as importações subiram 3,6% no terceiro trimestre, face ao mesmo período de 2012, tendo o défice da balança comercial recuado 137,3 milhões de euros, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Hélder Amaral sublinhou ainda que os melhores resultados do trimestre são obtidos em mercados extracomunitários, «não tradicionais« para as exportações portuguesas.

Segundo os dados do comércio internacional (total do comércio intra e extra-União Europeia) de bens do INE, esta evolução traduziu-se num aumento da taxa de cobertura de 1,6 pontos percentuais, para 81,3%, no terceiro trimestre.

No conjunto dos três primeiros trimestres de 2013, e relativamente ao mesmo período do ano anterior, as exportações aumentaram 4% e as importações registaram uma variação nula, determinando uma taxa de cobertura de 84,1%.

Já considerando apenas o mês de setembro deste ano, e face ao mês homólogo de 2012, as exportações de bens aumentaram 9,8% e as importações de bens 3,7% (respetivamente -0,5% e -3,8% em agosto de 2013).