“Recebemos grande simpatia e apoio do PS em relação aos problemas que sentimos para podermos efetuar uma cobertura legislativa como queremos, com liberdade e capacidade de informar as pessoas”, afirmou no final do encontro o diretor de informação da ‘Visão’, Pedro Camacho, que esteve na reunião juntamente com Graça Franco, diretora de informação da Rádio Renascença.




“A maneira como a lei regula a cobertura das campanhas eleitorais deixa os órgãos de comunicação social numa situação de grande fragilidade, porque têm uma série de obrigações que ninguém sabe muito bem quais são e ficam sujeitos às decisões de uma entidade estranha às redações”, sublinhou Pedro Camacho.