«A derrota foi uma banhada, o descontentamento um pano encharcado na cara do regime. Com 55% dos portugueses a não votarem em partidos, é o fim das eleições como representação. O país já não quer ser ouvido de quando em vez, mas todos os dias do ano.»