A candidata à Presidência da República Maria de Belém Roseira afirmou, esta sexta-feira, que é uma “firme apoiante” da candidatura de António Guterres a secretário-geral das Nações Unidas.

“Espero firmemente que António Guterres seja eleito, porque o trabalho que desempenhou enquanto Alto-Comissário para os Refugiados foi elogiado por todos”, salientou a antiga presidente do PS à margem de uma ação de campanha numa fábrica da Póvoa de Varzim, no distrito do Porto.


Num comunicado divulgado esta sexta-feira pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Executivo anunciou que vai apresentar a candidatura do engenheiro António Guterres a secretário-geral das Nações Unidas.

O Governo considera que a "longa experiência política" e "a forma exemplar" como o antigo primeiro-ministro socialista exerceu altos cargos internacionais "demonstram cabalmente os méritos desta candidatura, que o Governo entende constituir um imperativo, num tempo em que, mais do que em qualquer outro, o mundo se tem de mobilizar em torno da paz e do desenvolvimento".

António Guterres foi alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados durante dez anos, tendo terminado o mandato em final de 2015.