O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, considerou esta quarta-feira que António Guterres vai ser “certamente um secretário-geral da ONU à altura da complexidade dos problemas do mundo atual”.

É com enorme satisfação que tomei conhecimento da votação que hoje terminou com a quase certeza que António Guterres será o próximo secretário-geral das Nações Unidas”, refere Ferro Rodrigues, numa nota enviada à agência Lusa.

O presidente da Assembleia da República adianta que já telefonou a António Guterres para o felicitar, confessando a sua “comoção por este sucesso de um dos melhores de todos nós” e a emoção que sentiu quando falou com o antigo primeiro-ministro português.

Espero amanhã, quando estiver em Bratislava na cimeira de presidentes dos parlamentos da União Europeia, poder festejar a efetiva eleição de António Guterres que será, certamente, um secretário-geral da ONU à altura da complexidade dos problemas do mundo atual”, realça ainda Ferro Rodrigues.

O antigo primeiro-ministro português António Guterres foi hoje indicado como secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) pelo Conselho de Segurança à Assembleia-geral, que deverá aprovar o seu nome dentro de alguns dias.

O Conselho de Segurança anunciou hoje que o português é o “vencedor claro” da votação, recebendo 13 votos de encorajamento (em 15 votos), sem qualquer veto.

Este órgão, com poder de veto, deverá aprovar na quinta-feira uma votação formal a indicar o nome de António Guterres para a Assembleia-Geral das Nações Unidas, formalizando assim a eleição do sucessor de Ban Ki-moon.

Leia também o perfil completo do engenheiro católico e socialista que vai liderar a ONU