O dirigente socialista António Costa afirmou esta terça-feira que a Comissão Política do PS tomou «finalmente uma boa decisão» sobre a comissão eleitoral das primárias e apelou à participação de simpatizantes e militantes neste processo.

«Finalmente uma boa decisão», declarou o presidente da Câmara de Lisboa aos jornalistas, após uma reunião da Comissão Política Nacional do PS, que durou cerca de 45 minutos, e que aprovou sem qualquer voto contra a comissão eleitoral das primárias de 28 de setembro - ato eleitoral que será aberto a simpatizantes.

De acordo com António Costa, a comissão eleitoral das primárias, que será presidida pelo ex-ministro Jorge Coelho, «dá todas as garantias de que o processo decorrerá bem».

«A partir de agora, o que é importante é o apelo para que todos se inscrevam a partir de 15 de julho para participarem no processo das eleições primárias. Este não é um processo interno do PS, mas uma questão nacional sobre quem deve liderar o processo de mudança no país», sustentou o autarca de Lisboa.

Nesse sentido, António Costa apelou «a todos os militantes e simpatizantes do PS que se empenhem em termos de participação, tendo em vista uma escolha que corresponda à ambição que os portugueses têm neste momento».

«Os portugueses esperam que o PS seja capaz de corporizar a mudança que se anseia», frisou o presidente da Câmara de Lisboa.

Interrogado sobre a sua expetativa para a reunião entre o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o secretário-geral do PS, António José Seguro, na quarta-feira de manhã, em São Bento, tendo em vista a escolha do comissário europeu português, António Costa deu uma resposta telegráfica: «Espero que seja uma boa escolha para o país», disse.

Comissão eleitoral das primárias aprovada sem votos contra

A comissão eleitoral das primárias para a escolha do candidato socialista a primeiro-ministro, órgão presidido pelo ex-ministro Jorge Coelho, foi aprovada sem votos contra pela Comissão Política Nacional do PS.

Segundo fonte oficial do PS, a proposta de comissão eleitoral das primárias de 28 de setembro foi apresentada pelo secretário-geral, António José Seguro, obteve 61 votos a favor e três abstenções.

Presidida por Jorge Coelho, a comissão eleitoral integra ainda com direito a voto o ex-juiz do Tribunal Constitucional Armindo Ribeiro Mendes e a ex-deputada socialista Maria Carrilho.

Cada uma das candidaturas na corrida às primárias indicará um representante para a comissão eleitoral, embora sem direito a voto.

A reunião da Comissão Política Nacional do PS, ao contrário da anterior que se prolongou por cinco horas, foi marcada pelo consenso e apenas durou 45 minutos.