o rombo que o Novo Banco provocou no défice

"Hoje ficámos a saber que falharam ainda um outro objetivo: (reduzir) o enorme défice que receberam em 2011" (7,4%)



já tinha dado combustível ao temao primeiro a reagir

ao almoço, em Águeda

"O primeiro, sempre mais rápido, foi o Dr. Portas e veio explicar que não, isto não tem importância nenhuma, que é um mero registo contabilístico. Mas não era um mero registo contabilístico quando tivemos de registar os submarinos que o senhor comprou? E não era um mero registo contabilístico quando tivemos de mobilizar dinheiro para procurar estabilizar o sistema bancário depois das brincadeiras e da roubalheira dos seus amigalhaços do BPN?"


quando falou nos 120 milhões de juros

"Como se o dinheiro que estivesse a investir no Novo Banco fosse uma aplicação. Quer que nós nos esqueçamos que o dinheiro que meteu no BES é dinheiro que pediu emprestado e os juros servem precisamente para pagar (...) o dinheiro do contribuinte para salvar o banco?". 


"Eles diziam que era urgente a venda, quanto mais breve melhor, porque só se estava a desvalorizar e a ameaçar a estabilidade do sistema financeiro. Agora, para disfarçar o fracasso, dizem que até dá lucro e com uma taxinha de juro pelo empréstimo. É preciso muita lata".