Os três acordos do PS com o Bloco de Esquerda, o PCP e o PEV vão ser assinados à "hora do almoço", na Assembleia da República, durante a interrupção dos trabalhos.

Os acordos serão assinados em separado e sem a presença de jornalistas. Ao que a TVI apurou, foi Jerónimo de Sousa que não desejou uma cerimónia conjunta.

À chegada ao Parlamento, onde continua a ser debatido o programa do Governo, António Costa apenas confirmou que os acordos serão assinados à "hora do almoço".

Os trabalhos no hemiciclo deverão ser interrompidos por volta das 13:00.

À tarde, os deputados dos partidos de esquerda deverão aprovar a moção de rejeição do PS, a primeira das quatro a ser votadas e que deverá, assim, significar a queda do Governo de Passos Coelho.