“Portugal honrará a sua tradição de solidariedade e vai responder, como sempre respondeu nestes momentos, acolhendo os refugiados carecidos de proteção internacional.”




“Estamos a trabalhar a nível nacional e a articularmo-nos com todos os restantes Estados-membros da União Europeia, para encontrar as melhores soluções.”