O PS/Açores considerou esta terça-feira ser “inaceitável” que o líder do PSD queira “fazer os açorianos de tolos”, deixando sem resposta questões como a quem compete a gestão dos recursos do mar açoriano.

“O tempo tem estado bom e Passos Coelho decidiu vir aos Açores em campanha eleitoral. Que venha, porque é muito bem-vindo, como são, aliás, todos os que vêm por bem. Mas que queira fazer os açorianos de tolos, é que é inaceitável”, declarou o dirigente André Bradford em conferência de imprensa, na sede do PS/Açores, em Ponta Delgada.


No âmbito da apreciação da proposta de Lei de Bases da Gestão e Ordenamento do espaço marítimo português, a maioria socialista, que sustenta o Governo dos Açores, defende, na gestão do mar dos Açores, a necessidade de garantir uma gestão partilhada dos recursos marinhos.

“Por que razão Passos Coelho não quer que sejam os açorianos a gerir todos os recursos do mar dos Açores”, questionou.


O porta-voz da Comissão Permanente do PS/Açores questionou ainda “por que razão Passos Coelho recusou a solidariedade aos açorianos aquando das calamidades de março de 2013 nos Açores”, tendo, na opinião do dirigente socialista, dito ao Governo dos Açores que se queria ajuda, “pedisse aos bancos”.

André Bradford interrogou o líder nacional dos social-democratas sobre a decisão de 67 milhões de euros de transferências do Orçamento do Estado, a título de solidariedade, aos Açores, aquando da alteração da Lei de Finanças das Regiões Autónomas.

Os socialistas insulares queriam ainda ver respondido o corte no financiamento à Universidade dos Açores, sem atender à sua natureza arquipelágica e especificidades no contexto das universidades portuguesas.

O PS/Açores questionou ainda, através do deputado André Bradford, as razões pelas quais Passos Coelho não quer que seja a região a gerir os recursos do mar dos Açores.

Os socialistas questionaram também o líder do PSD sobre por que razão os açorianos pagam os tratamentos de saúde que têm de realizar no continente quando esses não estão disponíveis na região.

O líder do PSD e chefe do Governo, Pedro Passos Coelho, esteve na segunda-feira nos Açores, designadamente nas ilhas de São Miguel e Terceira, onde deixou a promessa de que se irá empenhar na defesa do setor do leite dos Açores, face à liberalização do mercado da UE, caso venha a ser reeleito.