O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara Municipal do Porto, João Teixeira Lopes, deixou recados à Altice, Ryanair e também ao atual autarca, Rui Moreira, esta quarta-feira, durante um "jantar republicano" que contou com a eurodeputada Marisa Matias.

O cabeça de lista, de 47 anos, disse ter "colocado obstáculos à ânsia predadora da Altice", através de projetos de lei apresentados aos trabalhadores, avisando também a Ryanair de que não pode fazer da cidade "uma espécie de objeto do seu lucro desmedido e interesse predador".

A Ryanair recebeu chorudos apoios do Estado e do Turismo de Portugal para sediar aqui os aviões. E, de um momento para o outro, experimentar testar a saída de parte do seu serviço é um sinal de que é preciso ter força para colocar as multinacionais em ordem e dizer que isto não é o seu quintal e que esta é uma cidade que quer ser respeitada, livre e dignificada", afirmou.

Ainda sobre este assunto, criticou a "garantia" de Rui Moreira de que "a Ryanair ia ficar de pedra e cal", acrescentando que também noutros casos "o verniz tem vindo a esboroar-se".

É verdade que ele acha que é o dono disto tudo. Falta a debates e nem sequer apresentou, até ao momento, o seu programa. Como é possível entrar em campanha sem ter um programa, sem discutir ideias, achando apenas que já ganhou por ser presidente e por ter distribuído benesses? Temos conseguido obriga-lo a discutir, a prestar contas e dizer com dados objetivos o que tem corrido mal na cidade e no seu mandato", prosseguiu.

João Teixeira Lopes repreendeu também as declarações proferidas, na segunda-feira, por Rui Moreira, que, afirmou, "teve a distintíssima lata de dizer que só sai da cidade do Porto quem tem vontade de experimentar outras alternativas", classificando-as como "um insulto para todos que tiveram de sair da cidade devido à especulação mobiliária" causada pelo seu mandato, "com a cumplicidade de Manuel Pizarro (PS)".

O professor catedrático também não poupou nas críticas ao candidato do PS, argumentando que este já admitiu a sua derrota "quando disse que 87,4% do seu programa está a ser cumprido por Rui Moreira".

São candidatos à Câmara do Porto o independente Rui Moreira, apoiado pelo CDS-PP e MPT, o socialista Manuel Pizarro, Álvaro Almeida, pela coligação PSD/PPM, Ilda Figueiredo, da CDU, João Teixeira Lopes, do BE, Bebiana Cunha, do PAN, Costa Pereira, do PTP, Sandra Martins, do PNR e Orlando Cruz, do PPV/CDC.

As eleições autárquicas estão marcadas para 1 de outubro.