O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deu posse, esta quarta-feira, a Jaime Gama, Manuela Ferreira Leite e Helena Nazaré como chanceleres das ordens honoríficas portuguesas, numa cerimónia no Palácio de Belém, em Lisboa, e prestou-lhes homenagem.

Nesta cerimónia, que começou com quase 25 minutos de atraso e contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa, Marcelo Rebelo de Sousa decidiu "abrir uma exceção" no protocolo e usar da palavra, "para realçar as carreiras notáveis dos ora empossados".

A República portuguesa agradece a vossa disponibilidade, contando com o que é o contributo de carreiras notáveis e de personalidades ilustres no quadro do Estado democrático de direito que é o nosso. Bem hajam", declarou.

Marcelo Rebelo de Sousa começou por se referir ao antigo ministro e dirigente socialista Jaime Gama, enaltecendo a sua "carreira ao serviço do país, nomeadamente no exercício de funções à frente da política externa portuguesa, e depois numa notável presidência da Assembleia da República".

Sobre a antiga presidente do PSD Manuela Ferreira Leite, o Presidente da República referiu o seu "exercício de funções políticas e governativas, servindo Portugal" e considerou que tem tido um "magistério permanente que é um magistério de democracia e de liberdade".

Em relação a Helena Nazaré, que foi reitora da Universidade de Aveiro e mandatária nacional do PS nas legislativas de 2011, Marcelo Rebelo de Sousa destacou a sua "carreira académica com projeção nacional e europeia".

Jaime Gama tomou posse como chanceler das antigas ordens militares, Manuela Ferreira Leite como chanceler das ordens nacionais, cargo que já ocupava, e Helena Nazaré como chanceler das ordens de mérito civil.