O PCP anunciou que vai contribuir para a eleição do socialista Ferro Rodrigues como presidente da Assembleia da República.

O deputado comunista João Oliveira justificou o apoio, sublinhando que o partido "entende que deve haver uma expressão " dos resultados eleitorais, que deram uma maioria parlamentar à esquerda, "do ponto de vista político e institucional".

"É importante que a nova correlação de forças se faça traduzir também na decisão relativamente à eleição do presidente da Assembleia da República."



Desta forma, acrescentou, "os deputados do grupo parlamentar do PCP contribuirão para a eleição do deputado Ferro Rodrigues".

Numa resposta indireta às críticas do PSD e do CDS-PP que a eleição de Ferro Rodrigues irá contra a tradição de eleger presidente da Assembleia da República o candidato proposto pelo partido mais votado, o líder parlamentar do PCP disse que não se trata de "uma situação sem precedentes", ao contrário da "informação que erradamente tem sido transmitida por outros".

Em 1981, lembrou, quando o PSD e o CDS se apresentaram a eleições coligados na então Aliança Democrática, o candidato indicado para a presidência da Assembleia da República foi o deputado do CDS Oliveira Dias, que depois veio a exercer o cargo entre 1981 e 1982.

"Foi um precedente que foi aberto pelo PSD e pelo CDS que indicaram como candidato a presidente alguém que não era originário do partido com maior representação parlamentar."


João Oliveira recordou também que não é inédita a rejeição do candidato indicado pelo grupo parlamentar com mais deputados, uma situação que aconteceu na última legislatura, quando o deputado Fernando Nobre, que tinha sido indicado pelo PSD, falhou por duas vezes a eleição.

Na altura, e depois do seu nome ter sido rejeitado duas vezes, Fernando Nobre desistiu, tendo o PSD indicado o nome de Assunção Esteves, que foi então eleita presidente da Assembleia da República.

A eleição do presidente da Assembleia da República está prevista para as 15:00 desta sexta-feira, na primeira sessão plenária da presente legislatura. 

Pela primeira vez, há dois candidatos à presidência da Assembleia da República: Ferro Rodrigues (PS) e Fernando Negrão (PSD).

PSD e CDS-PP totalizam na nova Assembleia da República 107 deputados (89 do PSD e 18 do CDS-PP), enquanto PS (86 deputados), BE (19), PCP (15) e PEV (2) somam 122 deputados. O PAN é o estreante no parlamento, com um deputado. 

Na conferência de imprensa, João Oliveira indicou também que o PCP decidiu manter a composição da direção do grupo parlamentar que já vinha da anterior legislatura.

Assim, João Oliveira continuará a ser o presidente do grupo parlamentar, enquanto António Filipe e Paula Santos manterão os cargos de vice-presidentes da bancada.