venda da participação do Estado no Banif ao Santander Totta

“Esta venda tem um custo muito elevado para os contribuintes. Mas é, no quadro das soluções hoje possíveis, a que melhor defende o interesse nacional.”

“A opção do Governo e do Banco de Portugal foi tomada tendo em conta a proteção dos depositantes, a defesa dos postos de trabalho, a salvaguarda da economia, em especial das regiões autónomas e a defesa da estabilidade do sistema financeiro”, garante António Costa.



“A solução a que foi possível chegar protege integralmente, tal como garanti anteriormente, todos os depósitos, incluindo as poupanças dos emigrantes portugueses confiadas ao Banif fora do território nacional”, reforça António Costa.










Banif recebeu seis propostas de compra da participação do Estado

ações do Banif estão suspensas