O deputado e porta-voz do CDS-PP Filipe Lobo D'Ávila vai encabeçar uma lista alternativa à de Assunção Cristas ao Conselho Nacional, o órgão máximo do partido entre congressos, confirmou o próprio à Lusa.

A lista vai integrar vários dos promotores da moção de estratégia global "Juntos pelo futuro: compromisso com as pessoas", da qual Filipe Lobo D´Ávila é o primeiro subscritor.

A lista inclui o presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha, António Loureiro, o presidente da distrital de Coimbra, Paulo Almeida, e o diretor regional da Segurança Social de Braga, Rui Barreiro, disseram à Lusa fontes da lista.

Depois de Filipe Lobo D'Ávila em primeiro lugar, está Altino Bessa, seguido do ex-secretário de Estado João Casanova de Almeida, Raúl Almeida, António Loureiro, Paulo Almeida, José Marcelo Mendes Pinto e Rui Barreiro.

Hélder Amaral, que subscreveu a moção, bem como Abel Batista, disseram à Lusa que não vão constar da lista.

O Conselho Nacional é um dos órgãos que será eleito, por voto secreto, durante a manhã de domingo e é eleito por método de Hondt (proporcional), ao contrário dos órgãos de direção mais restrita.

O líder da tendência Alternativa e Responsabilidade (AR), Filipe Anacoreta, que no último Congresso obteve 16% contra Paulo Portas, não vai apresentar uma lista alternativa ao Conselho Nacional.