O líder do PSD recusou-se esta quarta-feira a falar sobre a culpa atribuída pelo ministro das Finanças ao anterior Governo pelo desvio superior a 3.000 milhões de euros na Caixa Geral de Depósitos, alegando que esta quarta-feira não fala de política nacional.

Esta quarta-feira, numa audição na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, o ministro das Finanças, Mário Centeno, responsabilizou o anterior Governo PSD/CDS-PP pelo "desvio enormíssimo" no plano de negócios da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que ultrapassou os 3.000 milhões de euros.

Passos Coelho, à chegada para uma visita a FIARTIL - Feira de Artesanato do Estoril, onde assiste ao jogo de futebol Portugal - País de Gales, foi questionado de forma insistente pelos jornalistas sobre estas acusações, mas escusou-se sempre a responder, tendo alegado, em diferentes vezes: "Hoje não falo de política nacional".

"Hoje só falo da Seleção porque é disso que vale a pena falar hoje e também da visita que venho fazer aqui com o senhor presidente da Câmara de Cascais à feira de artesanato. Eu não vou referir-me ao senhor ministro das Finanças, não levem a mal, creio que foram todos prevenidos disso", afirmou.

Perante a insistência dos jornalistas e quando questionado sobre o motivo desta recusa, o líder da oposição voltou a dizer que esta quarta-feira há um "jogo muito importante da Seleção portuguesa" e que aproveitou "esta oportunidade para poder fazer uma visita aqui à feira do artesanato".

"É uma feira com relevância regional até e quando tratamos de uma região como é a região de Lisboa estamos sempre a falar de uma coisa que tem relevância nacional também. Sobre isso falarei, sobre política nacional, como já lhes tinha dito, neste preciso momento não falarei", insistiu.

Interrogado sobre se deixará Mário Centeno sem resposta, Passos Coelho recordou apenas: "O PSD hoje já falou sobre essa matéria e haveremos de voltar a falar sobre essa matéria. Hoje eu não vou falar de política nacional".

Passos Coelho seguiu depois para uma visita à feira, onde às 20:00 começou a assistir ao jogo das meias-finais do Europeu de Futebol.