A comunidade internacional deve denunciar e atuar perante os crimes de que são vítimas os cristãos em todo o mundo, declarou esta segunda-feira o Papa Francisco, por ocasião da bênção da Páscoa.

«Desejo verdadeiramente que a comunidade internacional não desvie o olhar», disse Francisco. 

«Desejo que a comunidade internacional não assista muda e inerte a tais crimes inaceitáveis, que constituem uma deriva preocupante dos direitos humanos mais elementares», declarou Jorge Maria Bergoglio, perante milhares de pessoas reunidas na praça de São Pedro para a recitação do Regina Coeli, oração que substitui o Angelus nas celebrações pascais, como refere a Lusa.