Manuela Ferreira L eite diz-se «chocada» com a proposta apresentada esta semana para dar benefícios fiscais às famílias que tenham idosos a cargo. A comentadora da TVI24 não percebe como é que o Governo corta os rendimentos dos reformados e depois vai beneficiar os familiares que tomem conta deles.

«Agora utilizam-se os idosos para que os filhos (...) acabem por ir buscar um idoso a Trás-os-Montes para o meter num T2 na Amadora, só para pagar menos imposto. (...) Eu fico absolutamente chocada com isso. Acho que isto é manipulação total das pessoas, utilizando o sistema fiscal para uma coisa dessas. Eu acho absolutamente absurdo e discordo completamente», afirmou.

No comentário semanal no programa «Política Mesmo», e ainda no tema dos impostos, a antiga ministra das Finanças defendeu que a prioridade na reforma fiscal deve ir para o fim da sobretaxa do IRS. «Esta taxa extraordinária tem o grande defeito, a grande injustiça, de ser uma taxa fixa e portanto aqueles 3,5% tanto são pagos por uma pessoa que tem poucos rendimentos como por uma pessoa que tem altos rendimentos», explicou.

No mesmo comentário, Manuela Ferreira Leite disse também que a falha do sistema informático da justiça mostra que os decisores políticos e a administração pública vivem de costas voltadas. A ex-presidente do PSD lembrou que muitas vezes há uma grande distância entre os planos mais bem concebidos e a execução.