A comentadora Manuela Ferreira Leite considera que Cavaco Silva fez bem em manter-se de fora das comemorações do dia 5 de Outubro, o day after das eleições legislativas do próximo domingo. 

“Não sei qual é que era o conteúdo que ele arranjaria para fazer um discurso do dia 5 de Outubro ou quem é que estaria na disposição de o ouvir sobre o que fosse”.

Para a antiga presidente do PSD, só um discurso sobre temas não políticos poderia fazer parte do discurso do PR.

“Se ele me pedisse um conselho, não lhe daria grandes conselhos além de falar de passarinhos ou do mar, que é sempre um tema que calha sempre bem. Portanto, ia falar de quê?”

Manuela Ferreira Leite sublinha o trabalho que Cavaco Silva, enquanto presidente da República, terá em mãos após o sufrágio de domingo.
 
“Ele, como Presidente da República, tem a tarefa de analisar os resultados eleitorais e de ouvir os partidos. E, portanto, é evidente que ele está nesse momento com uma ocupação do Presidente da República - que ninguém mais o pode fazer se não ele – e que é incompatível com ir fazer um discurso sobre o 5 de Outubro”.