Constança Cunha e Sá acredita que as reuniões do Partido Socialista com o PCP e o Bloco de Esquerda não vão resultar num acordo de rejeição conjunta do programa de Governo, nem na formação de um Governo à esquerda e que o programa PSD/CDS vai acabar por passar com a abstenção dos socialistas.

Na rubrica “Sobe e Desce” da 21ª Hora da TVI24, Cunha e Sá colocou António Costa a “descer”, justamente, por estar a fazer o contrário do que disse no dia das eleições, quando admitiu que a governabilidade pertencia à coligação Portugal à Frente.
 
A descer: António Costa

“Temos António Costa que no dia das eleições diz que ‘o ónus da governabilidade é do PSD e do CDS’, dando como adquirido que são estes partidos que vão formar Governo e não um Governo à esquerda, depois temos o mesmo António Costa a reunir com o PCP a dizer que está a tentar encontrar uma ‘expressão institucional’ para a maioria de esquerda. Em que é que ficamos? (…) Acho que isto vai acabar mal, porque vai-se enredar com o PCP e o BE, vai acabar por não apresentar nenhuma moção de rejeição, e o programa do Governo vai passar com a abstenção do PS.”

 
A subir: Maria de Belém

“Maria de Belém anunciou hoje que vai apresentar a sua candidatura [às presidenciais] no dia 13, e acho que vai acabar por ser a única candidata do PS. (…) Acho que está a tirar o pouco espaço que ainda tem Sampaio da Nóvoa, vamos ver se Nóvoa chega ao fim, porque já há muita gente a apoiar Maria de Belém.”