Constança Cunha e Sá considera que «o Governo está completamente isolado nas suas projeções», depois da Comissão Europeia estimar um défice de 3,3% para o próximo ano.

«As projeções do Governo são demasiado otimistas, para não dizer fantasiosas. Isto está tudo armadilhado para 2015 e 2016», afirmou, na TVI24.

Para o comentadora, «se o Governo não tiver razão dos 2,7% de défice em 2015 e o primeiro-ministro quiser fazer disso ponto de honra, vamos ter mais austeridade» no próximo ano.

Lembrando que «é a Comissão Europeia que vai ter de aprovar o orçamento português», Constança sublinhou que esta pode «obrigar Portugal a tomar medidas adicionais».