Constança Cunha e Sá considera que «não deve haver qualquer tipo de tolerância» com o atentado ocorrido esta quarta-feira em Paris, contra o jornal satírico «Charlie Hebdo».
 
«Isto é um crime inqualificável que atemoriza», afirmou.
 
Constança referiu-se ainda ao comentário da eurodeputada Ana Gomes no Twitter, que culpava as políticas europeias pelo ataque.
 
«Não há austeridade que justifique isto», concluiu.