Na rubrica “Sobe e desce” da 21ª Hora da TVI24, Constança Cunha e Sá criticou, por outro lado, o Partido Social-Democrata e Luis Montenegro por causa das propostas para a reforma da Segurança Social. 

  

A subir: D. Manuel Clemente 

  

“A subir, D. Manuel Clemente pela forma rápida, decisiva e determinada como a Igreja portuguesa reagiu ao apelo do Papa. (…) Quatro mil famílias é uma quota muito superior àquela que a Comissão Europeia pede ao Governo português.”

 

“Tanto o Papa como a resposta da Igreja corta o discurso político. Aquele discurso evasivo, redondo, que tem medo de desagradar aos eleitorados.

A descer: Luís Montenegro  

  

“Luís Montenegro apareceu mais uma vez a criticar as propostas do PS em termos de Segurança Social. Isso parece-me muito normal, dado que estamos em campanha eleitoral. O que já não me parece muito normal é que o PS não possa criticar as propostas do PSD porque pura e simplesmente elas não existem. (…) Apontam para um plafonamento da Segurança Social, mas são incapazes de descrever minimamente o que poderá ser esse plafonamento.”

“O que a maioria tem feito até agora é fazer-se morta e não é altura de passar um cheque em branco a nenhum dos partidos.”