Dois anos depois do lançamento do 570S, o mais pequeno e acessível dos McLaren ganha uma versão “aberta”. O 570S Spider estará à venda a partir de agosto, com edição de lançamento (Launch Edition) limitada a 400 unidades.

Está equipado com o mesmo motor da versão fechada, ou seja, um 3.8 V8 biturbo a debitar 570cv e 600 Nm de binário, associado a uma transmissão de dupla embraiagem de sete velocidades.

É capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,2 segundos (o mesmo tempo do Coupé), dos 0 aos 200 km/h em 9,6 segundos e alcançar uma velocidade máxima de 328 km/h, que desce a 315 km/h com o tejadilho recolhido.

“O 570S Spider é o descapotável da McLaren mais acessível até à data e acrescenta outra dimensão à família McLaren Sports Series”, afirmou o CEO da McLaren, Mike Flewitt, acrescentando que o conceito de motor em posição central e chassis em fibra de carbono “garante o mesmo desempenho dinâmico e prazer de condução do 570S Coupé”.

A estética é similar à do Coupé, sendo que o 570S Spider conta com um tejadilho rígido, de duas peças, que acrescenta 46 kg ao peso e demora 15 segundos a abrir e fechar. Pode ser aberto a velocidades até 40 km/h e fica armazenado num compartimento específico na traseira.

A introdução deste compartimento e alterações no desenho obrigaram ao ajuste do spoiler traseiro, que é 12,7 milímetros mais alto que no 570S Coupé, o que aumenta a força descendente.

O 570S Spider fará a sua estreia ao público durante o Goodwood Festival of Speed, na Grã-Bretanha, entre 29 de junho e 2 de julho. As primeiras entregas estão previstas para agosto.