O Festival Sudoeste dá início à 18.ª edição, esta quarta-feira, na Zambujeira do Mar, um evento que conta com cinco dias de música, num recinto com Internet sem fios gratuita, pontos de carregamento de baterias e uma aplicação própria.

O evento, intitulado MEO SW 2014, decorre até domingo e vai começar hoje com a habitual receção ao campista, a partir das 21:30, na Herdade da Casa Branca, com os DJ Pedro Cazanova, Jay Hardway, Martin Garrix e a dupla Dimitri Vegas & Like Mike.

O recinto do festival vai aliar «a vertente tecnológica à animação», segundo comunicado da organização, que refere que o Sudoeste «volta a ter cobertura «wi-fi» em todo o recinto do festival, permitindo que todos os festivaleiros acedam de forma gratuita ao serviço», além poderem recorrer a 500 pontos de carregamentos de baterias.

Adicionalmente, o festival criou uma aplicação («app») oficial, disponível para dispositivos Apple, Android e Windows, que possibilita conversas não só através de texto, mas também de imagens, sons e até uma opção de «Shakechat», ou seja, que «permite que os utilizadores entrem em conversa aleatórias com outros festivaleiros».

O evento vai também oferecer «t-shirts graffitadas por artistas de arte urbana, que durante cinco dias decoraram 12 paredes de película aderente, presentes no campismo», e vai «convidar os festivaleiros a tirarem uma fotografia animada de 180 graus».

Os participantes vão ter ainda a hipótese de pedir o jantar para que seja entregue por um estafeta no campismo.

«Os festivaleiros terão também a possibilidade, à semelhança dos anos anteriores, de recolher lixo e trocá-lo por entradas prioritárias nas animações MEO e MOCHE e brindes MEO, de forma a contribuir para um ambiente melhor», explicou a organização.

Ao longo dos cinco dias de Sudoeste, os participantes vão poder assistir a atuações de artistas internacionais como a britânica Ellie Goulding, o músico alemão de reggae Gentleman, o brasileiro Seu Jorge e, no último dia, o dia D «de Dançar, Divertir e Descontrair», com David Guetta como cabeça de cartaz.

Entre os nomes nacionais do cartaz podem encontrar-se os Orelha Negra, Xeg, Dealema, Melech Mechaya, Diabo na Cruz, entre outros.