O compositor Fernando Tordo, de 65 anos, marcou presença nesta terça-feira no programa Discurso Direto, da TVI24, onde aproveitou para deixar críticas ao Governo de coligação PSD/CDS-PP e anunciar a sua intenção de emigrar.

«É muito provável que aproveite estes últimos anos da minha vida, porque não os quero consumir aqui. Eu não quero, eu não aceito esta gente, não aceito o que estão a fazer ao meu país. Não votei neles, não estou para ser governado por este bando de incompetentes», afirmou Fernando Tordo.

Questionado sobre se vai emigrar, o músico respondeu: «Seguramente, mas sem drama nenhum.» «O que é natural é que faça como foi aconselhado a muitos jovens», acrescentou.

«Vou-me reformar deste país. Não me está a apetecer ficar aqui, de maneira nenhuma. Acho que ainda tenho muita coisa para fazer», disse ainda Fernando Tordo.

Com uma já longa carreira de músico (cerca de 50 anos), Fernando Tordo fez parte do famoso grupo Sheiks, na década de 1960, quando também participou pela primeira vez no Festival da Canção, segundo o site oficial do cantor.

Tordo trabalhou com outros nomes incontornáveis da música portuguesa - Carlos do Carmo, Paulo de Carvalho ou Simone de Oliveira -, mas também com o poeta José Carlos Ary dos Santos, com quem fez, por exemplo, o célebre tema «Tourada».