(notícia atualizada às 13h02 de 12/11/2013)

Um músico expulso de uma banda de indie rock iraniana matou três pessoas num prédio em Brooklyn, Nova Iorque, antes de se suicidar, noticia a Associated Press.

A tragédia aconteceu na madrugada de segunda-feira, quando Ali Akbar Mohammadi Rafie - expulso dos dos Free Keys por vender material da banda sem o conhecimento dos colegas - entrou no prédio de três andares que o grupo partilhava com outra banda, os The Yellow Keys, matando três homens e ferido um.

Segundo a polícia nova-iorquina, as vítimas mortais dos disparos de caçadeira foram os irmãoes Soroush e Arash Farazmand, guitarrista e baterista dos The Yellow Dogs, e Ali Eskandarian, vocalista que colaborou com a banda, para além do próprio Rafie.

Atingido num braço, Sasan Sadeghpourosko, dos Free Keys foi o único sobrevivente deste tiroteio e está hospitalizado em estado estável.

O manager dos The Yellow Dogs confirmou que existiu, em tempos, «uma discussão insignificante» entre o atirador e os dois músicos da banda iraniana, mas que todos pensavam que eram «águas passadas».

No Facebook, os dois elementos sobreviventes dos The Yellow Dogs, que não se encontravam no local na altura do tiroteio, agradeceram o apoio que têm recebido dos fãs e revelaram estar em estado de choque. «Ainda não conseguimos acreditar nesta tragédia», lamentaram Koory e Obash.

Os The Yellow Dogs mudaram-se para os EUA durante os últimos anos, fugindo à perseguição no Irão, onde a música rock era considerada pelas autoridades como anti-islâmica.

A banda chegou a ser entrevistada pela CNN e deu música a um dos temas da banda sonora do filme «Os Gatos Persas», sobre a força de vontade dos jovens iranianos que querem tocar música rock.

«This City» e «Dance Floor» são alguns dos temas mais conhecidos de uma banda que no Facebook se dizia influenciada por David Bowie, The Rapture, The Clash, Joy Division e Talking Heads.