O tribunal do Minnesota nomeou, esta quarta-feira, um gestor especial da fortuna de Prince e marcou a audiência de sucessão para segunda-feira, dia 2 de maio, noticia a Reuters.

A nomeação surge após a irmã do músico, Tyka Nelson, ter interposto uma ação em tribunal para que lhe fosse atribuída a gestão do património do irmão, que não deixou nenhum testamento quando morreu.

No entanto, nesta petição, Tyka listou os cinco meios-irmãos do cantor como herdeiros do património estimado em milhares de milhões de euros deixado pelo artista.

Agindo sobre a petição da irmã de Prince, Tyka Nelson, o juiz Kevin Eide, um juiz do tribunal distrital em Carver County, nomeou então banco de longa data de Prince - o Bremer Trust - como gestor especial para proteger e preservar a propriedade até que um "representante pessoal", ou executor, seja nomeado pelo tribunal. A audiência de sucessão está marcada para 2 de maio.

Prince Rogers Nelson, nascido a 7 de junho de 1958 em Minneapolis, Minnesota, morreu na quinta-feira, nos estúdios do Paisley Park. O cantor, bailarino e compositor norte-americano, que era conhecido apenas pelo seu primeiro nome e foi considerado um ícone na música pop por mais de três décadas, morreu numa altura em que se encontrava em digressão do último álbum, já a gravar o próximo e a escrever um livro de memórias, cujo título provisório era "The Beautiful Ones".